sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.

Que neste Natal,
eu possa lembrar dos que vivem em guerra,
e fazer por eles uma prece de paz.


Que eu possa lembrar dos que odeiam,
e fazer por eles uma prece de amor.


Que eu possa perdoar a todos que me magoaram,
e fazer por eles uma prece de perdão.


Que eu lembre dos desesperados,
e faça por eles uma prece de esperança.


Que eu esqueça as tristezas do ano que termina,
e faça uma prece de alegria.


Que eu possa acreditar que o mundo ainda pode ser melhor,
e faça por ele uma prece de fé.


Obrigada Senhor
Por ter alimento,
quando tantos passam o ano com fome.


Por ter saúde,
quando tantos sofrem neste momento.


Por ter um lar,
quando tantos dormem nas ruas.


Por ser feliz,
quando tantos choram na solidão.


Por ter amor,
quantos tantos vivem no ódio.


Pela minha paz,
quando tantos vivem o horror da guerra.
desconhecido

sábado, 10 de dezembro de 2011

13 DE DEZEMBRO

PARALISAÇÃO DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL
–– DIA DE LUTA ––

Neste dia 13 de Dezembro/2011, o SISEMJUN convoca todos os servidores da Educação, para um dia de paralisação em repúdio aos acordos firmados este ano com a categoria e que não foram cumpridos pela Administração Municipal. Faremos um grande encontro na Praça Padre Cícero às 14:30 horas.



PARTICIPE, REIVINDIQUE AGORA!



DIRETORIA DO SISEMJUN

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

25 de Novembro: Dia de luta contra a violência à Mulher!

Conheça as origens do dia 25 de Novembro
Patria, Minerva e Maria Teresa foram três irmãs, que ficaram conhecidas como Las Mariposas, pela luta contra a ditadura na República Dominicana, durante a década de 50. No dia 25 de novembro de 1960, foram assassinadas pelo governo de Rafael Trujillo.
Em 1981, no 1º Encontro Feminista Latino Americano e caribenho, que ocorreu em Bogotá (Colômbia), o dia 25 de novembro foi instituído como o dia de luta contra a violência à mulher, em todo o continente latino americano e no Caribe. Em 1999, a Assembleia Geral da ONU declarou o dia como Dia Internacional pela Eliminação da Violência às Mulheres.,
Cinco anos da Lei Maria da Penha: exigimos a aplicação e ampliação da lei!

Aprovada em 2006, a lei significou avanços importantes no reconhecimento jurídico de que a violência contra a mulher merece atenção e penas especiais. Assim, pôde configurar-se um instrumento importante para ajudar milhares de mulheres que sofrem com a violência doméstica.
Cinco anos após sua aprovação, poucos brasileiros conhecem a lei. Segundo pesquisa do Instituto Avon, a lei é associada a formas de resolver a violência doméstica, no entanto, 50% dos entrevistados da pesquisa “sabe algo a respeito” e 36% “já ouviu falar, mas não sabe quase nada a respeito”.
A lei propõe a criação de Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. Porém, de acordo com pesquisa realizada pelo Observatório da Lei Maria da Penha, “existem apenas 48 Juizados e Varas com competência exclusiva para aplicação da Lei Maria da Penha em todo o país”.
A lei aponta que enquanto esses juizados não estiverem estruturados, as varas criminais deverão acumular a tarefa de julgar os casos de violência contra a mulher. No entanto, a pesquisa do Instituto Avon revelou que 52% dos entrevistados acham que juízes e policiais desqualificam o problema da violência contra a mulher.
A lei também localiza a importância de implementação de atendimento policial especializado nas Delegacias de Atendimento à Mulher. Entretanto, em 5 anos de lei, apenas 55 novas delegacias foram inauguradas.
Os motivos que fazem com que as mulheres não denunciem o agressor são as condições econômicas, a preocupação com a criação dos filhos e o medo de ser morta. Por isso, as Casas Abrigo são determinantes para a aplicação da lei, no entanto, de 2007 para cá, o número de Casas Abrigo foi de 65 para 72, em todo o Brasil.
Hoje, podemos dizer que a Lei Maria da Penha não foi aplicada e sequer foi apresentada de forma clara para o conjunto das mulheres brasileiras como um instrumento de proteção contra a violência. Atribuímos isso à limitação presente na própria lei sobre recursos, orçamento e prazos para efetivação de toda a proposta.

ASSEMBLEIA DOS PROFESSORES

DIA: 30 DE NOVEMBRO DE 2011
HORÁRIO: 16H
LOCAL: CIRCULO OPERÁRIO SÃO JOSÉ
ASSEMBLEIA DA EDUCAÇÃO. FAÇA SUA PARTE COMPAREÇA. 

Plebiscito Nacional em defesa da aplicação de 10% do PIB para a educação pública já.

O Comitê Cariri do Plebiscito  Nacional  em defesa da aplicação de 10% do PIB para a educação pública já.
Compareça ao SISEMJUN no período da manhã até o dia 30/11/2011. A educação é um direito de todos e um dever do estado, porém a elite brasileira e os nossos governantes não cumprem a nossa constituição. 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Plebiscito por 10% do PIB para Educação Pública, já!




O Comitê Cariri do Plebiscito  Nacional  em defesa da aplicação de 10% do PIB para a educação pública já, se reunião nesta sexta-feira (11/11/11)  na sede do SISEMJUN (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte), para uma discussão sobre a campanha e planejar ações para a sua realização. Ficando definido a distribuição de urnas para as cidades do Crato, ficando responsáveis as entidades: CMDM, SINDURCA, IFCe(Agrotecnica), Educação Básica estadual e SINDCRATO,  e a cidade de Juazeiro do Norte, ficando responsáveis as entidades: SISEMJUN, IFCe, URCA-CRAJUBAR e Educação Básica estadual.
As Urnas passarão pelas escolas até o dia 20/11/2011. Se até este dia a urna não passar por sua escola compareça ao SISEMJUN no período da manhã até o dia 30/11/2011. A educação é um direito de todos e um dever do estado, porém a elite brasileira e os nossos governantes não cumprem a nossa constituição. O setor educacional está cada vez mais privatizado, em escolas e universidades que cobram mensalidades não compatíveis com o salário da maior parte da nossa população, e lutar por um ensino público, gratuito e de qualidade para todos significa lutar por uma sociedade mais justa e por melhora na qualidade de vida no nosso país.
Este debate é de extrema importância nos dias atuais, pois é visível o descaso que o ensino público está sofrendo, onde temos professores mal remunerados, escolas públicas com falta de professores e sem a mínima estrutura física para receber os estudantes e as universidades públicas com um baixíssimo número de vagas. Garantir que 10% do PIB seja investido na educação pública significa universalizarmos a educação até o 3º colegial na rede pública e garantir a presença de no mínimo 40% dos nossos jovens nas universidades federais e estaduais.Participe Faça sua parte neste movimento. 

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

DIA DO FUNCIONÁRIO PÚBLICO


Viva com determinação


A vida melhora imensamente quando você pára de deixar as coisas acontecerem e passa a fazer as coisas acontecerem. 

Ao invés de ser uma vítima, seja alguém que faz.

Ao invés de procurar alguém para culpar, procure pelo que você pode fazer. Ao invés de perguntar:
"Por que isso aconteceu comigo?", pergunte "O que posso fazer?"

Estabeleça suas prioridades e concentre-se em seus 
objetivos.

Nenhuma situação pode lhe derrotar quando você vive com determinação. As coisas que lhe acontecem têm uma importância menor ao lado do que você pode fazer com elas.

Seu senso de direção, seu foco, seu comprometimento e ação eficaz guiarão você em qualquer situação, não importa o que aconteça.

Seja responsável – nos seus pensamentos, suas palavras, suas crenças, suas ações – pelas coisas que acontecem, e elas serão muito mais ao seu gosto. Faça a vida acontecer e ela acontecerá para você também.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

CONVOCATÓRIA




SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE JUAZEIRO DO NORTE

Dia 26 de outubro de 2011


DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO PELA
 EDUCAÇÃO PÚBLICA E GRATUITA

Crato
7:30 – Praça da Sé -
Ato em Defesa da Educação Publica e Gratuita no Ceará

Juazeiro do Norte
8:00 – Círculo Operário São José
Assembléia dos Servidores Municipais de Juazeiro do Norte

10:00 – Praça Padre Cícero
Ato em Defesa da Educação Publica e Gratuita no Ceará
Lançamento da Campanha dos 10% do PIB para a educação pública, já!



Realização
Professores da Educação Básica do Estado do Ceará do Crato e JN - SINDURCA - SISEMJUN - APEOC - ANEL - SINDICENTEC - SINASEFE - GREMIO ESTUDANTIL DO IFCE - CA DE PEDAGOGIA – CSP/CONLUTAS CARIRI

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Parabéns pelo dia do Médico

Quando nascemos, recebemos diferentes missões. A sua missão é de salvar vidas! Pelo talento de suas mãos, transforma todo homem em bonança. Sua alma não se contém diante do desespero de uma criança ou de um idoso. Por isso, você vai operando milagres, trazendo esperança a corações desesperançados. Falar de seu ofício de médico não é fácil. Existem muitas dificuldades e seu trabalho é incansável. Sabemos que você o faz por amor ao ser humano, altruísta sempre. Não há tempos, nem momentos para fazer o bem, por isso, devemos a você nossa saúde. Você não escolhe dia para exercer a sua profissão. Para você, todo dia é dia de salvar vidas. Por isso, seremos sempre gratos e rendemos nossas homenagens. Nosso sincero agradecimento de quem sabe que, sem você, nossa vida não seria tão feliz. Feliz dia do médico!

sábado, 15 de outubro de 2011

Feliz aquele que ensina o que sabe e aprende o que ensina!


Anjos da Guarda


Professores
Protetores... das crianças do meu país
Eu queria, gostaria
De um discurso bem mais feliz
Porque tudo é educação
É matéria de todo o tempo
2x Ensinem a quem sabe de tudo
A entregar o conhecimento
2x Na sala de aula
É que se forma um cidadão
Na sala de aula
Que se muda uma nação
Na sala de aula
Não há idade, nem cor
Por isso aceite e respeite
O meu professor
2x Batam palmas pra ele
Batam palmas pra ele
Batam palmas pra ele que ele merece!
Professores
Protetores... das crianças do meu país
Como eu queria, gostaria
De um discurso bem mais feliz
Porque tudo é educação
É matéria de todo o tempo
Ensinem a quem sabe de tudo
A entregar o conhecimento
2x Na sala de aula
É que se forma um cidadão
Na sala de aula
Que se muda uma nação
Na sala de aula
Não há idade, nem cor
Por isso aceite e respeite
O meu professor
Batam palmas pra ele
Batam palmas pra ele
Batam palmas pra ele que ele merece!

Querido Mestre


"Tudo começou com um decreto imperial, de 15 de outubro de 1827, que trata da primeira Lei Geral relativa ao Ensino Elementar. Este decreto, outorgado por Dom Pedro I, veio a se tornar um marco na educação imperial, de tal modo que passou a ser a principal referência para os docentes do primário e ginásio nas províncias. A Lei tratou dos mais diversos assuntos como descentralização do ensino, remuneração dos professores e mestras, ensino mútuo, currículo mínimo, admissão de professores e escolas das meninas.
A primeira contribuição da Lei de 15 de outubro de 1827 foi a de determinar, no seu artigo 1º, que as Escolas de Primeiras Letras (hoje, ensino fundamental) deveriam ensinar, para os meninos, a leitura, a escrita, as quatro operações de cálculo e as noções mais gerais de geometria prática. Às meninas, sem qualquer embasamento pedagógico, estavam excluídas as noções de geometria. Aprenderiam, sim, as prendas (costurar, bordar, cozinhar etc) para a economia doméstica.
Se compararmos a lei geral do período imperial com a nossa atual lei geral da educação republicana, a Lei 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), persegue ainda ideais imperiais, ao estabelecer, entre os fins do ensino fundamental, a tarefa de desenvolver a “capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo”. Portanto, mais de um sesquicentenário da lei, perseguimos os meus objetivos da educação imperial.
A Lei de 15 de novembro também inovou no processo de descentralização do ensino ao mandar criar escolas de primeiras letras em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos do Império. Hoje, além da descentralização do ensino, para maior cobertura de matrícula do ensino fundamental, obrigatório e gratuito, o poder público assegura, por imperativo constitucional, sua oferta gratuita, inclusive, para todos os que a ele não tiveram acesso na idade própria (Inciso I, artigo 208, Constituição Federal).
A remuneração dos professores é, historicamente, o grande gargalo da política educacional, do Império à Nova República, de Dom Pedro I a Fernando Henrique Cardoso I e II. O grande mérito do Imperador, ao outorgar a Lei de 15 de outubro de 1827, foi o de não se descuidar, pelo menos, formalmente, dos salários dos professores. No artigo 3º da lei imperial, determinou Dom Pedro que os presidentes, em Conselho, taxariam interinamente os ordenados dos Professores, regulando-os de 200$000 a 500$000 anuais, com atenção às circunstâncias da população e carestia dos lugares.
O economista Antônio Luiz Monteiro Coelho da Costa, especialista em cotação de moedas, atendendo minha solicitação, por e-mail, fez a conversão dos réis, de 1827, em reais de 2001 (discutíveis): estima Luiz Monteiro que 200$000 eqüivalem a aproximadamente R$ 8.800,00 (isto é, a um salário mensal de R$ 680, considerando o 13º) e 500$000 a aproximadamente R$ 22.000(R$ 1.700, por mês).
Os dados mostram como os professores, no século XXI, em se tratando de remuneração, recebem bem aquém dos parâmetros estabelecidos pela lei imperial, no longínquo século XIX. De acordo com dados recentes do Ministério de Educação, do total de professores, 65% ganham menos que R$650, 15% ganham entre R$650 e R$900 e 16% ganham mais de R$900. O salário médio mensal, de acordo com o senso do Ministério de Educação, é de R$1.474 nas escolas federais, R$656 nas particulares, R$584 nas estaduais e R$372 na municipais. Nos municípios cearenses, ainda encontramos milhares de professores recebendo (e com atraso) menos do que um salário mínimo vigente.
Atualmente, a Constituição Federal de 1988, no seu inciso V, artigo 206, garante, como princípio de ensino, aos profissionais de ensino, planos de carreira para o magistério público, com piso salarial profissional, mas até agora, não há vontade política para se determinar o valor do piso salarial profissional condigno para os professores.
A Lei de 15 de outubro de 1827 trouxe, por fim, para época, inovações de cunho liberal como a co-educação, revelada através da inclusão das meninos no sistema escolar e que as mestras, pelo artigo 13, não poderiam perceber menos do que os mestres.
A formação dos professores foi lembrada pela lei imperial. No seu artigo 5º, os professores que não tinham a necessária instrução do ensino elementar iriam instruir-se em curto prazo e à custa dos seus ordenados nas escolas das capitais.
Preocupados, hoje, com os 210 mil professores leigos, sem formação sequer do pedagógico ofertado no ensino médio, o Brasil contemporâneo, através da Emenda Constitucional n.º 14, de 12 de setembro de 1996 , a LDB, o Fundef, todos promulgados em 1996, orientam os governantes e as universidades para as licenciaturas breves, na luta contra esse déficit de professores habilitados para o magistério escolar, mas com o apoio financeiro do poder público em favor dos professores de rede pública de ensino (Magister, no Ceará, é um bom exemplo).
A expectativa da sociedade, política e civil, é a de habilitar, em nível superior, até o ano de 2007, o grande contigente de professores leigos da educação básica. Será que, ao comemorarmos o Dia do Professor em 2007, 180 anos depois da primeira geral da educação imperial, teremos atingido esse desiderato republicano? "
Vicente Martins
Professor Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), de Sobral.


terça-feira, 4 de outubro de 2011

Carta de Lançamento da Campanha Nacional Por que aplicar já 10% do PIB nacional na Educação Pública?


Carta de Lançamento da Campanha Nacional
Por que aplicar já 10% do PIB nacional 
na Educação Pública?

A educação é um direito fundamental de todas as pessoas. Possibilita maior protagonismo no campo da cultura, da arte, da ciência e da tecnologia, fomenta a imaginação criadora e, por isso, amplia a consciência social comprometida com as transformações sociais em prol de uma sociedade justa e igualitária. Por isso, a luta dos trabalhadores na constituinte buscou assegurá-la como “direito de todos e dever do Estado”.

No entanto, o Estado brasileiro, por expressar os interesses dos ‘donos do poder’, não cumpre sua obrigação Constitucional. O Brasil ostenta nesse início de século XXI, se comparado com outros países, incluindo vizinhos de América Latina, uma situação educacional inaceitável: mais de 14 milhões de analfabetos totais e 29,5 milhões de analfabetos funcionais (PNAD/2009/IBGE) – cerca de um quarto da população – alijada de escolarização mínima. Esses analfabetos são basicamente provenientes de famílias de trabalhadores do campo e da cidade, notadamente negros e demais segmentos hiperexplorados da sociedade. As escolas públicas – da educação básica e superior – estão sucateadas, os trabalhadores da educação sofrem inaceitável arrocho salarial e a assistência estudantil é localizada e pífia.

Há mais de dez anos os setores organizados ligados à educação formularam o Plano Nacional de Educação – Proposta da Sociedade Brasileira (II Congresso Nacional de Educação, II Coned, Belo Horizonte/MG, 1997). Neste Plano, professores, entidades acadêmicas, sindicatos, movimentos sociais, estudantes elaboraram um cuidadoso diagnóstico da situação da educação brasileira, indicando metas concretas para a real universalização do direito de todos à educação, mas, para isso, seria necessário um mínimo de investimento público da ordem de 10% do PIB nacional. Naquele momento o Congresso Nacional aprovou 7% e, mesmo assim, este percentual foi vetado pelo governo de então, veto mantido pelo governo Lula da Silva. Hoje o Brasil aplica menos de 5% do PIB nacional em Educação. Desde então já se passaram 14 anos e a proposta de Plano Nacional de Educação em debate no Congresso Nacional define a meta de atingir 7% do PIB na Educação em … 2020!!!

O argumento do Ministro da Educação, em recente audiência na Câmara dos Deputados, foi o de que não há recursos para avançar mais do que isso. Essa resposta não pode ser aceita. Investir desde já 10% do PIB na educação implicaria em um aumento dos gastos do governo na área em torno de 140 bilhões de reais. O Tribunal de Contas da União acaba de informar que só no ano de 2010 o governo repassou aos grupos empresariais 144 bilhões de reais na forma de isenções e incentivos fiscais. Mais de 40 bilhões estão prometidos para as obras da Copa e Olimpíadas. O Orçamento da União de 2011 prevê 950 bilhões de reais para pagamento de juros e amortização das dívidas externa e interna (apenas entre 1º de janeiro e 17 de junho deste ano já foram gastos pelo governo 364 bilhões de reais para este fim). O problema não é falta de verbas públicas. É preciso rever as prioridades dos gastos estatais em prol dos direitos sociais universais.

Por esta razão estamos propondo a todas as organizações dos trabalhadores, a todos os setores sociais organizados, a todos(as) os(as) interessados(as) em fazer avançar a educação no Brasil, a que somemos força na realização de uma ampla campanha nacional em defesa da aplicação imediata de 10% do PIB nacional na educação pública. Assim poderíamos levar este debate a cada local de trabalho, a cada escola, a cada cidade e comunidade deste país, debater o tema com a população. Nossa proposta é, inclusive, promover um plebiscito popular (poderia ser em novembro deste ano), para que a população possa se posicionar. E dessa forma aumentar a pressão sobre as autoridades a quem cabe decidir sobre esta questão.

Convidamos as entidades e os setores interessados que discutam e definam posição sobre esta proposta. A idéia é que façamos uma reunião de entidades em Brasília (dia 21 de julho, na sede do Andes/SN). A agenda da reunião está aberta à participação de todos para que possamos construir juntos um grande movimento em prol da aplicação de 10% do PIB na educação pública, consensuando os eixos e a metodologia de construção da Campanha.

Junho de 2011.


ASSINAM ESSE MANIFESTO: ABEPSS, ANDES-SN, ANEL, CFESS, COLETIVO VAMOS À LUTA, CSP-CONLUTAS, CSP-CONLUTAS/DF, CSP-CONLUTAS/SP, DCE-UFRJ, DCE-UnB, DCE-UFF, DCE UFRGS, ENECOS, ENESSO, EXNEL, FENED, MST, MTL, MTST/DF, MUST, MOV. MULHERES EM LUTA, OPOSIÇÃO ALTERNATIVA, CSP-CONLUTAS/RN, PRODAMOINHO, SEPE/RJ, SINASEFE, SINDSPREV, SINDREDE/BH, UNIDOS PRÁ LUTAR.

04/10/2011 DIA DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

METADE

Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio;
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca;
Porque metade de mim é o que eu grito,
Mas a outra metade é silêncio...

Que a música que eu ouço ao longe
Seja linda, ainda que tristeza;
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante;
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade...

Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece
E nem repetidas com fervor,
Apenas respeitadas como a única coisa que resta
A um homem inundado de sentimentos;
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo...

Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço;
E que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada;
Porque metade de mim é o que penso
Mas a outra metade é um vulcão...

Que o medo da solidão se afaste
E que o convívio comigo mesmo
Se torne ao menos suportável;
Que o espelho reflita em meu rosto
Um doce sorriso que me lembro ter dado na infância;
Porque metade de mim é a lembrança do que fui,
A outra metade eu não sei...

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
para me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais;
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço...

Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade para faze-la florescer;
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção...

E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade... também.



MUITA FORÇA, LUTA E PERSEVERANÇA. UNIDOS SOMOS FORTES E TUDO QUE CONQUISTAMOS FOI COM NOSSA UNIÃO.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011



O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte, convoca todos os servidores da saúde, a se fazerem presentes a UMA REUNIÃO, dia 26 de Setembro de 2011, segunda-feira, às 16:00 horas, no Auditório da FACETE (antiga Escola Técnica do Comércio Dr. Geraldo), localizada na esquina da Rua São Francisco com Rua da Glória.
Juazeiro do Norte – CE, 21 de setembro de 2011



A greve não é um modo de solução de conflitos e sim uma forma pacífica de expressão do próprio conflito. Trata-se de um instrumento de pressão, legitimamente utilizado pelos empregados para a defesa de seus interesses.

No Direito do Trabalho essa "luta", ela própria, é garantida pelo direito, resultando na formação, institucional de um direito à luta pelo direito.
É assim, portanto, que o Direito permite aos trabalhadores defenderem, por meio da greve, os interesses que considerarem relevantes para a melhoria da sua condição social e econômica até mesmo fora do contexto da esfera obrigacional com um empregador determinado.
Negar aos trabalhadores o direito ao salário quando estiverem exercendo o direito de greve equivale, na prática, a negar-lhes o direito de exercer o direito de greve, e isto não é um mal apenas para os trabalhadores, mas para a democracia e para a configuração do Estado Social de Direito do qual tantos nos orgulhamos!
E, como se está procurando demonstrar, o direito do recebimento de salário é um efeito obrigacional inegável na medida em que, por lei, o não recebimento de salário somente decorre de falta injustificada ao serviço, ao que, por óbvio, não se equipara a ausência de trabalho em virtude do exercício do direito de greve. É evidente que o exercício de um direito fundamental, o da greve, não pode significar o sacrifício de outro direito fundamental, o do recebimento de salário.
A questão é muito simples e como tal deve ser encarada: a greve é um direito dos trabalhadores e para o efetivo exercício desse direito, conforme garantido pelo artigo 9º., da Constituição Federal, não se pode tolerar o desconto de salário dos dias parados, salvo a partir do momento em que a greve, sendo o caso, for declarada ilegal pelo Poder Judiciário, sendo de se destacar que esse é o efeito máximo que o Judiciário pode conferir à greve, ou seja, não cumpre ao Judiciário determinar que os trabalhadores voltem compulsoriamente ao trabalho. A estes, unicamente, caberá assumir os riscos referentes aos eventuais efeitos jurídicos pelas ausências ao trabalho que passam, aí sim, a ser injustificadas.
Vale acrescentar que no que se refere aos servidores públicos, aos quais a Constituição brasileira assegurou o direito de greve, por tradição histórica, o não-desconto de salários em caso de greve se incorporou ao patrimônio jurídico dos servidores. Qualquer alteração neste sentido, portanto, além de ilegal, conforme acima demonstrado, representa um grave desrespeito aos princípios do não-retrocesso social e da condição mais benéfica, até porque as experiências democráticas no sentido da construção da cidadania devem evoluir e não retroceder.
Em suma: só há direito à greve com garantia plena à liberdade de reivindicação por parte dos trabalhadores, pois, afinal, os trabalhadores em greve estão no regular exercício de um direito, não se concebendo que o exercício desse direito seja fundamento para sacrificar o direito à própria sobrevivência, que se vincula ao efetivo recebimento de salário. Falta a Justiça fazer vale o direito dos trabalhadores


CONVOCATÓRIA

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte, convoca todos os servidores da saúde, a se fazerem presentes a UMA REUNIÃO, dia 26 de Setembro de 2011, segunda-feira, às 16:00 horas, no Auditório da FACETE (antiga Escola Técnica do Comércio Dr. Geraldo), localizada na esquina da Rua São Francisco com Rua da Glória.
Juazeiro do Norte – CE, 21 de setembro de 2011


A DIRETORIA

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

ATENÇAO

A ASSESSÓRIA JURÍDICA DO SINDICATO ESTA TOMANDO AS PROVIDENCIAS SOBRE OS DESCONTOS REALIZADOS DE FORMA INDEVIDA PELA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL.

SOLICITAMOS AOS SERVIDORES QUE FORAM PREJUDICADOS POR ESTA MEDIDA QUE LEVEM UMA COPIA DOS SEUS CONTRA CHEQUES ATUAIS PARA O SINDICATO PARA QUE OS ADVOGADOS POSSAM ENTRAR COM AS MEDIDAS CABÍVEIS.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

ATENÇÃO SERVIDORES MUNICIPAIS IMPORTANTE


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte, convoca todos os servidores da saúde e da educação, a se fazerem presentes a uma REUNIÃO, dia 24 de Agosto de 2011, quarta-feira, às 15:00 horas, no Circulo Operário São José, Rua Padre Cicero vizinho a Basílica de Nossa Senhora das Dores.
Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer.
Mahatma Gandhi





Juazeiro do Norte – CE, 23 de Agosto de 2011


A DIRETORIA

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

CONVOCATÓRIA


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte, convoca todos os servidores da saúde e da educação, a se fazerem presentes a ASSEMBLÉIA, dia 15 de Agosto de 2011, segunda-feira, às 08:30 horas, no Auditório da FACETE (antiga Escola Técnica do Comércio Dr. Geraldo), localizada na esquina da Rua São Francisco com Rua da Glória.
Na oportunidade serão deliberados os novos rumos do movimento grevista, diante da notificação recebida pelo Sindicato, dia 12 de Agosto de 2011, sexta-feira, sobre a decisão proferida pelo Desembargador Rômulo Moreira de Deus do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará.

Juazeiro do Norte – CE, 12 de Agosto de 2011


A DIRETORIA

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

HOMENAGEM DO SISEMJUN PARA OS ESTUDANTES DE JUAZEIRO DO NORTE

Ser Estudante
Marina da Silva



Se quiseres ser um verdadeiro estudante não aprenda só o superficial, pois o difícil pode se tornar barreira vencida. Para aquele cujo momento chegou agora, nunca é tarde demais! Aprender o ABC não basta, mas aprenda-o. Procura na escola o que deseja para tua vida, pois ela te recolherá, orientará, dirigirá. Confia nos teus mestres: eles não te decepcionarão. Se não tens teto, cobre-te de saber, de vontade, de garra. Se tens frio, se tens fome, agarra-te ao livro: ele é uma boa arma para lutar. Se te faltar coragem, não tenha vergonha de pedir ajuda. Certamente haverá alguém para te estender a mão. Ser leal, fraterno, amigo, forte! Nunca te deixes ser fraco, desleal, covarde. Pois tu, jovem estudante, tens que assumir o comando do teu país. Respeita para ser respeitado. Valoriza para ser valorizado. Espalha amor para seres amado. Não tenhas medo de fazer perguntas: toda a resposta terá sentido. Não te deixes influenciar por pensamentos alheios ou palavras bonitas. Tenha a tua própria linguagem (aperfeiçoa-te). Quando te deparares com a injustiça, a impunidade, a corrupção, a falta de limites, o abuso de poder, Pensa na existência de tudo o que te cerca. Busca o teu ideal e lembra: um valor não se impõe, se constrói. Não faça do teu colega, uma escada para subir. Isto é imoral e a imoralidade não faz parte da tua lição.

CONVOCATÓRIA



CONVOCATÓRIA

        
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte, convoca todos os servidores da saúde em greve (agentes comunitários de saúde, enfermeiros e técnicos de enfermagem), para uma REUNIÃO, a ser realizada sexta-feira, dia 12 de Agosto de 2011, às 09:30 horas, na Sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte – CE, para tratar da Campanha Nacional de Vacinação.



Juazeiro do Norte – CE, 11 de Agosto de 2011




Maria José dos Santos Silva
Presidente do SISEMJUN

terça-feira, 9 de agosto de 2011

CONVOCATÓRIA



CONVOCATÓRIA

        
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte, convoca todos os servidores da saúde e da educação, a se fazerem presentes a importante CONCENTRAÇÃO a ser realizada quarta-feira, dia 10 de Agosto de 2011, às 14:00 horas, na Praça da Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte.




Juazeiro do Norte – CE, 09 de Agosto de 2011



A DIRETORIA

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Nota Oficial‏



NOTA OFICIAL

No último dia 10 de Junho do corrente ano, os profissionais do magistério e da saúde iniciaram greve no serviço público municipal, em razão do desinteresse do Prefeito Municipal em discutir e negociar as propostas de interesse dos servidores.
Após deflagrada a greve, o Prefeito Municipal, Manoel Santana sem qualquer negociação com os servidores grevistas enviou mensagens ao Poder Legislativo, impondo mísero reajuste salarial de 7% (sete por cento)  para os profissionais do magistério e de 6% (seis por cento) para os profissionais de saúde, que foi aprovada pelos vereadores, frustrando as expectativas dos servidores.
Apesar do movimento grevista ter se estendido por quase dois meses, é lamentável que a administração municipal não tenha realizado esforços para atender as principais propostas feitas pelos profissionais do magistério e da saúde, forçando os servidores a permanecerem mobilizados no processo de greve.
Infelizmente, o exercício do direito de greve enquanto mecanismo posto à disposição dos trabalhadores, não vem sendo bem compreendido pelo Poder Judiciário, que tem proferido decisões equivocadas, sustando um direito de natureza constitucional dos trabalhadores.
Assim é que fomos surpreendidos com a notícia de que a greve foi suspensa por decisão de liminar proferida na última sexta feira pelo Tribunal de Justiça do Estado, todavia sem o exame ainda, da legalidade ou ilegalidade do movimento grevista, que ficou reservada para o julgamento final do processo.
Aguardaremos a intimação da decisão para que possamos emitir um posicionamento, sendo certo, porém, que a legalidade do movimento grevista nesta e em outra qualquer situação, será defendida veementemente por este Sindicato em todas as instâncias do Poder Judiciário.
Não será agora que nos curvaremos ou deixaremos de lutar contra os caprichos impostos pelos administradores de plantão, afinal o SISEMJUN é de lutas e continuará lutando sempre em defesa dos direitos e prerrogativas dos servidores municipais.



Juazeiro do Norte/CE, 08 de Agosto de 2011




DIRETORIA DO SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE JUAZEIRO DO NORTE-CE

COMUNICADO

O SISEMJUN SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DE JUAZEIRO DO NORTE POR MEIO DE ASSEMBLÉIA GERAL REALIZADA NA MANHÃ DE HOJE 08/08/11 NA FACETE DECIDIU PELA CONTINUIDADE DA GREVE. TENDO EM VISTA NÃO TER AINDA SIDO NOTIFICADO PELO TRIBUNAL.

FICOU DECIDIDO TAMBÉM QUE AMANHÃ DIA 09/08/2011 AS 7:30H, NO COLÉGIO CERE LOCALIZADO À AVENIDA CASTELO BRANCO COM SÃO PEDRO.

CONVOCAMOS OS PROFESSORES DO ESTADO, MUNICÍPIO, MAIS OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE  DE JUAZEIRO DO NORTE, PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS FEDERAIS, COMPANHEIROS DAS CIDADES VIZINHAS E COMUNIDADE EM GERAL, A SE FAZER PRESENTE NA CAMINHADA DOS SERVIDORES PELO DIREITO A UMA SAÚDE E EDUCAÇÃO DE QUALIDADE PARA TODOS. VOCÊ FAZ PARTE DESTA LUTA.

"Se um só traidor tem mais poder que um povo, que este povo não esqueça jamais a face desse traidor."

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Para Refletir

"procure adquirir o hábito de ser vitoriosos em pequenas lutas,com o passar do tempo você se tornará capaz de grandes vitórias" - Edson Alves

ASSEMBLEIA GERAL

O SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE JUAZEIRO DO NORTE / CE – SISEMJUN, CONVOCA TODOS OS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO E SAÚDE PARA UMA IMPORTANTE ASSEMBLÉIA A SE REALIZADA SEGUNDA-FEIRA, DIA 08 DE AGOSTO DE 2011, ÀS 08:00 HORAS, NO AUDITÓRIO DA FACETE (ANTIGA ESCOLA TÉCNICA DO COMÉRCIO DR. GERALDO), LOCALIZADA NA ESQUINA DA RUA SÃO FRANCISCO E DA RUA DA GLÓRIA. A PRESENÇA DE TODOS É DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA AS DECISÕES A SEREM TOMADAS  NESTA OCASIÃO.
FAÇA A SUA PARTE, A LUTA É DE TODOS.

Tudo é possível quando se quer. Sem luta não há glória